terça-feira, 25 de março de 2014

Das coisas que eu aprendi


Eu queria tua conversa de outrora, apenas isso. É engraçado lembrar que, há muito, um-menino-de-cidade-pequena-que-foi-morar-na-cidade-grande pudesse ter interesse por uma menina-da-cidade-grande-que-mora-na-cidade-pequena. Hoje quase já não temos mais ligação alguma, mas eu queria te contar do quanto a felicidade acontece quando a alma quer crescer, que eu aprendi que, nesse reboliço que é a vida, o silêncio é uma das coisas mais tristes do mundo. Tenho tanta coisa para lhe dizer, um grito sufocado, palavras abafadas pela falta de oportunidade. Tenho um medo inadmissível de morrer de silêncio... Sabe o que é? Descobri que tudo o que a gente tanto corre atrás é mero detalhe. O que a gente sonha, no fundo, no fundo, é uma coisa bem batida: amar até onde der.

« »