sábado, 31 de agosto de 2013

Caleidoscópio

Quanto tempo essa sua bolha demora a estourar? Estou esperando há tanto tempo e nada. Cansei de te ver de fora.

Cansei de te ver sozinho.

sábado, 17 de agosto de 2013

Sobre as distâncias que moram em mim...


Há tanto papel na tua casa
porque não me escreves?
Esse mundo não nos merece...
Tenho raiva enterrada
dos panos dos teus sapatos
que sujou a casa que limpei.
Pensei em pular do prédio
pensei em jogar o gato,
pensei em borrar o retrato,
pensei e ainda penso.
Eu quis fazer uma reza
acender o incenso
o cigarro
a luz do carro.
Em vão!
A doença mental é quase um crime.
Às vezes penso que o terapeuta
já morreu no século passado.
Não sei o que acontece
segundos após aquela cena
no ano que suplico para Deus apagar.
Preciso descansar...
Comprei uma trena,
pois a régua era muito pequena
para medir os centímetros restantes
do tempo que falta
para meu inferno astral passar.

« »