segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Pequena nota sobre o dia que você entendeu e me fez entender também...


Nesse dia você soube entender
que, em tudo o que eu não digo,
tem o que eu sempre quis lhe dizer...
E o que guardo aqui dentro – teu abrigo –
pôde não sair em forma de palavra,
uma vez que não convém.
Dessa forma te digo e você me diz:
“eu te amo” e “eu também”.

1 Comentários:

« »