quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Desembaraçar (Para Entenderem)

Juro-te que um dia todo o mundo há de entender que não confundo amor com evaporação. Não consigo embaraçar o que sinto, e sei disso quando estou com você. . . hoje notei que sua mão estava ainda mais fria do que de costume , e aí você disse tal qual a tua irmã: que é porque o coração tá quentinho. E se for assim mesmo, eu não consigo entender o que o mundo vê de errado. E se for assim mesmo, não admito que existam em mim sentimentos passageiros. O que me resta é jogar em ti a culpa de eu querer viver enquanto espero que entendam essas coisas todas. . .


0 Comentários:

Postar um comentário

« »