quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Mais de Mil Quilômetros II


Querido,

se você está lendo isso agora, deve ser por que o meu ponto final nem foi tão final assim. Mas eu já avisei que tudo vira ao avesso. E eu não entendo. Não entendo muita coisa de ti, não, mas o pouco que sei custei a entender e você me parece tão certo...

“Se tu não quisesses se esquecer de mim, eu até poderia fazer qualquer coisa para mudar tudo. Mas isso me deixa... eu fico tão... perdida. Acho que basta eu te amar, é que no meu coração já bastaria e ponto.”

(14 de novembro de 2010).

0 Comentários:

Postar um comentário

« »