quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Empatia


Te vi triste e me senti tal uma folha se desprendendo de uma árvore: te encontrei onde começa a minha dor. E de tanto que dói, esse sentimento é assustador à beça, e veio para que eu tente afastar o que não quer te ver feliz. Foi assim, imaginei a minha continuação, num roteiro que nunca existiu, somente para que você não seja triste nunca mais.

(Para alguém que é muito mais que um desconhecido qualquer).

2 Comentários:

« »